Depoimentos

Eu já fazia terapia há um bom tempo com uma colega da Mônica, e não achava que o meu medo de cachorro fosse algo que me atrapalhasse, eu já havia me acostumado com isso. Mas, ao longo das minhas sessões de terapia, minha psicóloga notou que esse medo estava me atrapalhando e me indicou a Mônica, por trabalhar com o EMDR e eu fui. Ao longo do meu tratamento fui me deparando com traumas, lembranças, angústias que estavam por trás desse medo e eu nem imaginava. E foi tratando tudo isso que eu consegui perder o meu medo de cachorro, que já estava me impedindo de sair de casa sozinha e me paralisando. A primeira vez que eu consegui pegar um cachorro no colo depois de um tempo de tratamento, foi um dos dias mais emocionantes pra mim! Hoje consigo sair de casa sozinha, consigo ficar perto de cachorros tranquilamente, graças ao EMDR e a competência, dedicação e o encorajamento da Mônica! Muitas vezes pensei em desistir do tratamento, ia pra sessão pensando que seria meu último dia ali, mas ela sempre me encorajava a continuar, a não desistir mesmo sendo muito sofrido as vezes, porque a gratificação de ser sua vida transformada é muito maior! Obrigada, Mônica, por ter transformado a minha vida, por ter sido uma peça fundamental na cura dos meus traumas e me ajudar a ter uma vida muito melhor agora!

05/05/2020
Ana Clara Miranda

Conheci a Monica através de uma amiga, a Vanessa, que me indicou ela. Isso foi em novembro de 2018. Antes disso a Vanessa já havia pedido pra procurar a Monica pois era muito perceptível minha expressão de tristeza, mas decidi ir quando realmente percebi meu mundo estava desmoronando. 2018 foi o pior ano que eu vivi, já fazia muito tempo que estava tendo problemas no meu casamento, mas aquele ano foi o pior. Fui casada por 14 anos e nos últimos anos comecei sofrer violência domestica, mas não pensava que era isso, acreditava que as discussões constantes eram por minha culpa, ate que meu ex marido começou a me agredir fisicamente em 2018. Eu sempre esperava que aquilo tudo fosse passar e que era somente uma fase, mas eu já estava muito mal emocionalmente. Em setembro daquele mesmo ano uma pessoa da minha equipe foi diagnosticada com Leucemia. Quando eu era criança uma prima minha morreu por causa dessa doença, então eu fiquei em estado de choque quando percebi que poderia perder minha companheira de trabalho, eu só chorava. Isso junto com outros problemas que já vinha tendo foi o fim pra mim. Estava em constante defensiva e sentia medo, sentia que era uma pessoa desprezível e que ninguém gostava de mim, me sentia culpada e responsável por todas as coisas ruins que aconteciam. Quando procurei a Monica pedi pra ela me ajudar porque não queria mais me sentir este tipo de pessoa, inclusive como acreditava que os problemas no meu casamento eram por minha culpa, então queria recuperar meu casamento. Um mês depois que iniciei o tratamento com a Monica, aconteceu algo muito ruim envolvendo meu pai, e eu precisei de apoio do meu marido para lidar com aquela situação, mas ele foi surpreendentemente pior do que eu era capaz de imaginar. O tratamento me ajudou a perceber o quanto fui vitima de violência domestica e o quanto pessoas toxicas são capazes de manipular qualquer situação para nos diminuir, nos controlar e nos fazer mal, tomei muitas decisões que foram necessárias e difíceis para minha melhora, inclusive minha separação, pois é impossível se curar no ambiente em que se adoeceu. Mas ainda não estava muito bem quando me separei, o tratamento havia começado fazia poucos meses e realmente foi um período muito difícil, cheguei a trabalhar mais de 10 horas em alguns dias para não ficar sozinha, pois a dor e o vazio que eu sentia era imenso. Mas escolhi me amar primeiro e cuidar de mim antes de qualquer outra pessoa. O tratamento com o EMDR me ajudou muito nesse aspecto e foi transformador no meu processo de cura. Não sou nem capaz de imaginar o quanto teria sido pior se eu não estivesse em tratamento. No inicio do tratamento eu chorava muito em todas as sessões, chegava ate a levar um rolo de papel higiênico porque já sabia que ia chorar bastante e me sentia desconfortável em usar todos os lenços da Monica. Também chorava em qualquer outro lugar, principalmente quando me perguntavam como eu estava, agora damos as risadas mais gostosas que conseguimos quando conto como foi minha semana e como lidei com cada situação. Tenho conhecido muitas pessoas maravilhosas e me reaproximado de velhos amigos, me sinto leve e tenho uma gratidão imensa pela dadiva que é viver. Não tenho palavras para expressar minha gratidão a Monica pelo seu trabalho, a Vanessa por ter insistido que eu a procurasse e a Deus por ter colocado esses dois anjos em minha vida!!

14/03/2020
Caroline Storalic

Minha primeira consulta foi no início de maio/2019, acreditava que tinha(na real tinha mesmo) alguns problemas de comunicação, se conseguir me expressar e até me relacionar com as pessoas. Com o tempo fomos trabalhando isso, descobrindo muitas coisas e melhorando, a cada semana era uma pequena enorme batalha que eu conseguia vencer, eram situações que me colocavam à prova que eu conseguia passar por elas, eram situações que no passado eu deixaria de lado, e que me fariam sofrer em silêncio, mas eu estou conseguindo passar por elas!! Mas nem tudo são rosas, como disso, todas as semanas apareciam situações que surgiam na minha vida para me colocar à prova, na primeira semana de setembro tive uma crise de pânico antes de ir fazer uma filmagem em uma casa noturna, pois não estava me sentindo confortável em ir sozinho e tantos outros motivos, mas acabei indo e foi tudo sob controle, trabalhamos essa situação na seção e na mesma semana tive um convite pra filmar em outra casa noturna e o medo veio na hora, aquele flash de toda a situação que passei, mas por algum motivo que não sei (mentira, sei sim, é a luzinha do EMDR) eu consegui me centrar, aguentar a ansiedade e ir fazer o meu trabalho da melhor maneira possível, e o melhor, dessa vez sem crise de ansiedade, porque eu sabia o que eu tinha que fazer, eu estava mais confiante e eu sabia resolver qualquer problema que por ventura acontecesse.
200% dessa confiança tenho certeza que foram esses poucos meses de terapia que estamos fazendo!!
Sei que ainda falta um pouco para ter os ajustes finos, mas se hoje estou conseguindo ter conversas difíceis com as pessoas, conseguir sair da minha “zona de conforto” está sendo por conta das sessões de terapia com a Dra. Monica!!!

01/10/2019
Fabrízio Bonilla

Conheci a Mônica por indicação de uma amiga e comecei o tratamento um pouco cética até começar a ver resultados profundos. Fazer o emdr me ajudou a perceber as relações entre os medos e percebendo estas conexões pude curar traumas, ter auto conhecimento, observar as minhas reações e o mais importante, reestabelecer relacionamentos. Aprendi com a Mônica que a segurança está dentro de mim e com este aprendizado mudei minha forma de ver muitas coisas. Só tenho a agradecer por tudo sempre!!!

16/05/2019
Fernanda Reche Gellamo

Conheci a Mônica por meio de uma amiga que falava muito bem da abordagem que ela trabalhava e que ela era especialista em trauma. Não sabia se tinha um trauma tão evidente como o da minha amiga, mas sabia que existia alguns escondidinhos na alma e no insconsciente. Comecei então o processo terapêutico e me vi, aos poucos, saindo de um buraco. O EMDR é um processo profundo, te faz pensar e refletir sobre coisas antes nunca mexidas. Faz o cérebro realmente trabalhar! Fiz a terapia por 6 meses e tive que parar por questões pessoais, mas percebo que mesmo sendo pouco tempo, consegui dar passos importantes e essenciais na minha vida que mudaram áreas até então estagnadas. Algumas questões que antes acreditava ser praticamente impossíveis de ser realizadas, consegui fazer com naturalidade, sem sofrimento. A Mônica é uma excelente profissional, muito sábia no que faz, além de muito humana e querida. Sou grata a ela pois, ao olhar para trás, percebo que avancei e isso é muito gratificante.

24/04/2019
Marina.

Comecei a terapia a mais o menos um ano,no começo não acreditava que poderia me mudar, tive uma depressão, chorava muito,às vezes sem motivo, e vários sintomas horríveis,então decide começar a me tratar, e isso me mudou por completo,hoje eu recebi alta e isso me fez ver o quão eu evolui(melhorei) o quão a terapia foi essencial p isso, o quão importante foi, hoje estou completamente curada de tudo isso. Obrigada Dra. Monica Menequelli

13/03/2019
Natalia Toldo

Desde a minha infância, sempre tive problemas para ver e tirar sangue. Toda a vez que os médicos solicitavam exames de sangue ficava ansiosa, pois sabia que passaria por aquela experiência horrível de a minha pressão cair, ouvidos tamparem, visão escurecer, suar frio, enfim, sensações de desmaio. Foi quando conheci a Dra. Mônica e o EMDR, que me auxiliaram neste processo. Identificamos a causa do trauma, ainda no ventre materno, e os reforços recebidos ao longo da vida. Conseguimos efetuar um tratamento assertivo. Hoje, passo pela experiência de fazer exames de sangue sem me sentir mal. Se tornou algo normal para mim, e não algo aversivo, causador de ansiedade. Agradeço muito a Dra. Mônica Menequelli por essa grande contribuição na minha vida.

22/02/2019
Victória Luz

No final de 2017 comecei a ter crises de ansiedade constantes, com isso um medo que eu já tinha se agravou ainda mais: o de aranhas. Eu não conseguia mais estar em um lugar com possibilidade de aranhas, não pisava na grama de forma alguma, não conseguia ouvir a palavra aranha, pensar em uma e muito menos ver uma mesmo que fossem de desenho, eu entrava em uma crise de pânico que parecia nunca ter fim. Pela indicação da minha psicóloga, conheci a Mônica e o EMDR, passaram que seria cerca 6 meses para tirar esse trauma/fobia por completo. Para nossa surpresa, já na 4ª sessão tivemos um resultado ótimo e em 6 semanas conseguimos chegar ao fim e eu já era outra pessoa. Desde então, consigo vê-las e ficar tranquila, assistir filmes que elas apareçam e o melhor minhas crises de ansiedade e pânico desapareceram. Serei eternamente grata pelo EMDR ter devolvido principalmente minha liberdade e o sentimento de que eu sou capaz!

22/10/2018
Maria Clara Barucci

Comecei o tratamento mais ou menos em abril de 2018, no começo não tinha vontade de fazer nada, não gostava de conversar com ninguém, odiava fazer amizade, tudo que irritava, e estava com alguns problemas de saúde um deles era uma doença chamada fibromialgia, que resumidamente te deixa sensível a dor, porém é uma doença auto-imune, com o tratamento do EMDR, muitas coisas mudaram.
Hoje agosto de 2018, já não sinto mais dores, adoro sair de casa, amo conhecer pessoas novas, minha ansieade foi controlada, e minha saúde está tudo em ordem, acabei descobrindo que muitas coisas, foram geradas devido ao meu psicológico. Enfim super recomendo o tratamento, é muito bom.

22/08/2018
Carol Moreno

Quando comecei a fazer terapia, estava passando por uma fase de alteração de cargo na empresa, onde além das responsabilidades antigas chegaram as novas atropelando tudo pela frente, me deixando desnorteado.
Tenho psoríase, para deixar as coisas piores um pouquinho, minhas mãos estavam feridas em cima de feridas
Vários amigos disseram para fazer terapia que era muito gostoso. Fui atrás, encontrei a Monica em uma pesquisa rápida na internet e adivinhem só, meus amigos estavam errados, fazer terapia não é tão gostoso, mas foi a melhor decisão que tomei nos últimos tempos.
Em pouco menos de um ano usando o método EMDR com a Monica, recebi alta.

Para concluir, a pressão no trabalho não mudou em nada, alias, piorou, mas o modo como eu encaro as coisas está totalmente diferente. Minha psoríase está controlada e minha mão, bom, nem parece que um dia teve tantas feridas.

Recomendo muito o trabalho dessa fantástica psicóloga.

29/05/2018
Victor Soriani

Eu realmente nunca imaginei que alguma coisa iria funcionar comigo. Já tinha ido em uma psicóloga antes, mas não tinha me ajudado muito. E foi aí que comecei a fazer a terapia EMDR, o que praticamente mudou minha vida. Antes eu não tinha auto estima, e mais tarde acabei descobrindo que estava entrando em depressão. Antes disso acontecer (o que é quase um caminho sem volta) essa terapia foi me ajudando, em menos de um ano de terapia (tendo conhecimento de que dependendo do caso, pode demorar mais) eu já estou muito melhor, pareço até outra pessoa. Processamento cerebral é muito mais eficaz que qualquer psicólogo por aí. Recomendo muito.

10/04/2018
Heloísa Dias Gambato

Quando iniciei meu tratamento de EMDR estava bastante fragilizada e perdida em relação às decisões que deveria tomar. Hoje, um ano e dois meses depois do início do tratamento, é até difícil falar sobre isso, pois esses sentimentos ficaram sutis e já não me incomodam mais. Tenho vivido muitas experiências em que vejo claramente como o tratamento me transformou numa pessoa mais forte, segura e menos sensível em relação às adversidades vividas desde a infância, por exemplo. Quando cheguei na fase que retomamos questões familiares, pude notar o quanto somos a soma de tudo o que vivemos desde o nascimento até a fase adulta. Resumindo, o tratamento é uma excelente ferramenta de cura e autoconhecimento. Indiquei a muitos amigos que, por verem em mim as transformações, também estão em processo de tratamento.

30/01/2018
Melinda

Eu cheguei na terapia fragilizada, perdida em relação ao futuro, angustiada, com crises de ansiedade, pavor de falar em público e dificuldade de me expor, de estar em locais com muita gente. Só de pensar nessas situações eu me sentia mal, começava a sentir uma pressão na cabeça, calor e vermelhidão no rosto. Além disso, desenvolvi uma “intolerância à lactose”, que não foi diagnosticada nos exames clínicos, mas os sintomas estavam ali.
Sou psicóloga e busquei o EMDR por ser uma terapia diferente das que eu havia estudado. Estou na oitava sessão e percebi muitas melhoras. A ideia de me expor, de falar em público já não me incomoda, além disso, me sinto fortalecida, e tenho clareza dos meus planos para o futuro. Os sintomas de intolerância à lactose desapareceram.
Me surpreendi com os resultados, e fiquei muito feliz com o autoconhecimento que o EMDR me proporcionou. Agradeço a psicóloga Monica pela dedicação e atenção, admiro o seu trabalho e recomendaria de olhos fechados.

17/01/2018
Renata

Fazer a terapia EMDR foi transformador. Apoiado pela minha esposa (que já havia feito), comecei a terapia. Confesso que é um pouco desconfortável, pois falar de nós mesmos nunca é fácil. Além disso, também tive que “esquecer” alguns paradigmas que carregamos, principalmente em achar que terapia é coisa de gente “fraca”, ou pra gente doente. Fui surpreendido!! Porque descobri que somente pode haver vida saudável e equilibrada quando fazemos terapia, não há outra saída. Li um livro sobre EMDR que a autora dizia: “sem sanidade não há santidade”, é a mais pura verdade, pois se queremos ter uma vida com saúde, primeiro temos que começar tratando nossa mente. Todo ser humano possui medos e traumas e eles precisam ser tratados, temos que ser mais fortes que eles, para isso precisamos descobrir o que nos deixa fracos, intimidados, covardes…; e isso só é possível com a terapia. Os resultados da terapia foram muito rápidos e extraordinários. Além de serem rápidos eles tornaram-se parte do meu dia a dia, ou seja, minhas ações e reações do dia a dia não eram forçadas ou fingidas, elas simplesmente aconteciam. Minhas ações, decisões e meus relacionamentos interpessoais aconteciam com naturalidade. Hoje consigo identificar um perigo a vista, ou seja, me conheço melhor, sei o que posso fazer e o que não posso e consigo identificar situações que podem me prejudicar. Conheço meus limites. Hoje depois de 11 meses terminou meu tratamento e sou muito mais feliz. Meu relacionamento no trabalho, com os amigos, esposa… tudo melhorou e meu medos e traumas foram tratamos e não me afligem mais.

09/11/2017
Donizete

A alguns anos atrás comecei a ter vergonha de mim, me sentia gorda, burra, inútil e outras coisas, comecei a usar roupas bem largas para poder “esconder” meu corpo e me isolava, passei muitas noites chorando no meu quarto por ter vergonha de mim… Foi ai tbm q começou meu perfeccionismo, queria q tudo fosse perfeito, se n me batia, e tals… Também a ansiedade me tomava conta, eu n dormia pensando naquilo q ia acontecer, n curtia o momento pois só pensava naquilo… Até q eu e minha mãe resolvemos procurar um psicólogo, minha mãe já conhecia a Mônica, em fevereiro de 2017 comecei o tratamento EMDR. Não vou mentir, eu n gostava muito… No decorrer do tratamento eu notei mts mudanças, comecei a usar roupas mais justas, n ficava ansiosa mais do que o normal, e meu perfeccionismo estava num nível normal… Então no dia 14/07/2017 foi meu último dia de tratamento. Tenho q confessar, n achava q o tratamento mudaria tudo isso… Mas mudou, graças a Deus e a Mônica estou livre desses problemas…

26/07/2017
Maria Clara

Aos 12 anos passei pela maior dor da minha vida que foi perder meu pai querido. Na época não fiz nenhum tratamento psicológico e isso refletiu na forma de problemas na minha vida adulta. Hoje com 31 anos, percebi que havia chegado ao meu limite e que já havia passado da hora de procurar ajuda de um profissional. Foi então que durante uma pesquisa na internet descobri o EMDR, me interessei pelo método e procurei algum profissional em Maringá que o aplicasse. Foi aí que conheci a Monica e demos início ao tratamento. Quando começamos estava me sentindo indisposta, insegura, fraca, tinha muitos pesadelos e o medo de perder pessoas que amo era constante e atrapalhava minha rotina de maneira muito significante. Durante o tratamento fizemos várias sessões de processamento, analisando cada problema que me incomodava. Para minha alegria o EMDR foi muito eficaz e depois de 2 meses e meio recebi alta da terapia. Hoje estou mais disposta, os medos já não me assombram mais e posso levar minha rotina com mais tranquilidade e confiança. Agradeço a Deus por eu ter encontrado o tratamento certo, à Dr. Monica pela dedicação e amor pela sua profissão e acredito que minha fé também fez parte da minha cura. Monica, foi um prazer te conhecer, que Deus a abençoe com muito sucesso.

02/07/2017
Helena

antes do EMDR= nervosismo descontrolado, auto rejeição, dores físicas sem causa ,medo do abandono, fuga em todos os sentido, trauma por abuso sexual e questionava porque nasci.
depois do EMDR= consigo controlar o nervoso, me sinto mais segura, hoje vejo que não era só a vitima, que o problema não estava nas circunstâncias e pessoas mas sim os sentimentos negativos que absorvi.
Em uma sessão foi surpreendente o que veio na memoria um registro do cérebro como em um sonho em que minha mãe estava gravida de mim e sofreu uma rejeição, um abandono e tudo o que ela sentiu a dor a tristeza e o choro  me reprimiu, eu pude sentir naquele momento como se estivesse vivenciando tudo e depois para minha surpresa ela confirmou que passou exatamente por isso, quando ela comunicou a gravidez. Eu não entendia e não tinha respostas porque sentia todos esses sentimentos de rejeição e não me aceitava e não me achava merecedora do amor de Deus e das pessoas.
Reconheci que precisava receber esta cura e Graças a Deus através deste método EMDR através da Dr.Mônica com toda sua paciência e dedicação hoje me sinto amada e grata a Cristo Jesus por existir.

30/06/2017
PATRICIA OLIVEIRA

Por sugestão da minha esposa, procuramos a ajuda da psicóloga Mônica que trata pelo método EMDR, com apenas oito seções, eu que fazia uso contínuo de três medicamentos, reduzi pela metade a dosagem de um deles e parei de tomar outro que talvez tivesse que tomar pelo resto da minha vida, entendi que tive um sucesso muito grande em tão pouco tempo, por isso que posso indicar a outras pessoas que talvez com os mesmos problemas que o meu possa encontrar a solução, hoje posso dar glória à Deus pela vitoria.

30/06/2017
Artur Antonio Calefe

Um dia foleando uma revista sobre saúde, vi uma matéria com a Dr. Mônica, falando sobre o método do EMDR, fiquei curiosa, depois de ter feito vários tratamentos, e ainda não tinha encontrado uma resposta para minhas perguntas, que eram várias, sempre questionando porque acontecia determinadas coisas comigo, então resolvi marcar uma consulta, cheguei cheia de medos, angustiada, e cheia de perguntas, com o decorrer do tratamento fui me acalmando e percebendo q tudo aquilo q me angustiava não era meu, não existia, eu estava dando uma proporção maior do que realmente tinha, hoje estou fazendo a terapia a cada quinze dias e cada dia estou melhor, graças à Deus e a Dr. Mônica.

14/06/2017
Vania

Foi a minha primeira experiência com o tratamento psicológico, a princípio, estranhei um pouco, por se tratar de um processo diferenciado, no entanto, desde a primeira consulta acreditei no trabalho da Dra. Mônica e acreditei nos resultados que ainda estavam por vir.
Comecei o procedimento em uma fase na qual eu já não esperava mais nada da vida, em que a solidão era o meu porto seguro, e os dias pareciam cada vez mais escuros e tristes, em que a depressão me “falava” todos os dias “Eu vou te vencer, você já perdeu”… Realmente não foi uma fase fácil, no entanto, com o decorrer das sessões, tudo foi mudando, com o procedimento do EMDR felizmente pude ver a vida de outra forma, pude ver a força que existe dentro de mim e ainda mais, ver que nem tudo é escuridão e tristeza, em fim, eu não fui vencida, ao contrário eu fui a VITORIOSA!
Não tenho palavras para demonstrar minha imensa gratidão a Dr. Mônica, ela é uma excelente profissional, atenciosa, carinhosa, comprometida, só tenho a lhe agradecer por tudo! Realmente Deus te colocou no momento dá minha vida no qual eu mais precisava de ajuda, e você me ajudou a sair dá escuridão! Obrigada por tudo, você foi um anjo que Deus no meu caminho!

08/04/2017
Letícia L.

⁠⁠⁠De inicio após fazer anos de terapia tradicional confesso que não coloquei muita fé ao ser apresentado no EMDR, por ser bem diferente do convencional, porém me permite e foi uma experiência incrível. Através desse método pude acessar memórias que mesmo “adormecidas” ainda afetavam o meu comportamento, auto-estima e crenças negativas a respeito de mim mesmo.
É surpreendente como experiências antigas, por exemplo no meu caso o bulliyng sofrido na escola, embora eu achava que tivessem sido superadas ainda tinham certo peso no meu inconsciente.
Em resumo após um breve período de tratamento me sinto mais confiante, mais seguro, menos ansioso e com muito mais amor próprio. Indico a todos que passaram por experiências traumáticas, e digo permita-se que resultara em uma mudança significativa e positiva para sua vida.

24/03/2017
Felippe Gatti

Comecei o tratamento por várias causas e a mais importante, e que eu não imaginava que mudaria tanto, foi o medo. Eu possuía um medo extremo de ficar sozinha em casa, sair na rua e coisas do tipo. Chegava ao ponto de eu ouvir um barulho, que muitas vezes era no vizinho, e ficava desesperada, travava, chorava e tinha que ligar para a minha mãe vir embora de onde ela estava. Eu imaginava situações na minha cabeça que poderiam acontecer se eu ficasse sozinha. Mas com o tratamento eu fui percebendo uma melhora e hoje sou grata por ter tomado essa decisão e agradeço a Mônica. Hoje eu fico sozinha em casa sem nenhum problema.

13/02/2017
Aline

Um dia a vida parou de novo…
Depois de várias terapias incompletas, li um anúncio da terapia EMDR e a curiosidade me motivou a marcar a primeira sessão.
Descobri durante as sessões o meu bloqueio da infância e, assim, estou conseguindo tratar a raiz da minha paralisia.
Posso afirmar que a angústia/ansiedade que me acompanhava logo ao amanhecer, muitas vezes não aparece.
Atualmente consigo ver a minha realidade com tranquilidade e, tenho consciência que estou me fortalecendo emocionalmente a cada sessão.
A técnica realmente funciona. É um método natural que acalma o coração.

15/09/2016
Márcia

Conheci a Mônica em uma palestra para mulheres em comemoração ao Dia Internacional da Mulher. Confesso que me identifiquei com ela logo de cara. Neste dia ela falou de forma tão clara, acolhedora e inspiradora que me deixou encantada e certa de que havia um propósito MAIOR em a ter conhecido.
Ainda devo um presente para ela, mas sei que isso é o que menos importa, pois ela AMA o que faz e ajudar as pessoas a serem melhores é uma dádiva Divina que lhe foi dada.

26/08/2016
Gláucia C. A. Cadamuro

O EMDR para mim foi algo libertador
Não botava muita fé na terapia convencional e confesso que quando conheci o EMDR fiquei com uma pulga atrás da orelha, mas encarei porque queria ver onde isso ia dar, já que não tinha mais nada a perder.
Começamos a tratar medos, o mais interessante é que jamais imaginei que esses medos do passado afetava minha vida presente (relacionamentos, profissão e etc), o reprocessamento cerebral é algo magnifico que alivia mesmo. O mais legal da terapia não é a descoberta, mas o quanto o reprocessamento é importante para deixarmos os fantasmas do passado e viver o dia-a-dia normal, sem traumas, sem comportamentos e sentimentos que me perseguia desde a infância.
Hoje eu posso dizer que sou uma nova pessoa, com uma visão bem diferente e pronta até para enxergar as ciladas do meu meio social que antes me consumia.
Obrigado Dra. Monica por acreditar em mim e principalmente pelo seu profissionalismo.

25/08/2016
Carolina Prado

Gostaria de deixar aqui um breve depoimento sobre como foi a minha Terapia EMDR.
Inicialmente, assim como vocês que estão lendo, jamais acreditei que seria capaz de superar medos que existiam desde minha infância, Tirar sangue ou viajar (pois é!) sempre me trazia sensações horríveis: calafrios, ansiedade, pressão baixa e vários os outros sintomas que todo medroso conhece bem!
Pois bem, no decorrer do tratamento passei por algumas situações que anteriormente me trariam um sofrimento enorme por antecipação, mas, para minha surpresa, mesmo pensando (e esperando) todos estes sintomas, curiosamente não apareciam… Quando me dava conta, a tão preocupante situação já tinha passado. Sem medos. Sem ansiedade. Apenas com o pensamento de que tudo ficará bem!
Agradeço à psicologa Monica Menequelli pelo seu trabalho, atenção e profissionalismo, espero que ela possa continuar ajudando as pessoas como me ajudou. Obrigada!

24/08/2016
Maria Beatriz

Mesmo cursando psicologia eu não conseguia imaginar a força que a terapia poderia realizar ou causar em mim. MInha principal queixa era a vergonha ou o medo de falar e de valorizar a minha fala. Não conseguia participar de rodas de conversa, não conseguia dar minha opinião, não conseguia me expressar sem sentir vergonha, sempre me auto flagelava quando não conseguia dar uma opinião ou me expressar em público. Existia uma angústia nisso, que me desprezava e foi na terapia que me livrei, e passei a me abir e a falar naturalmente. Culpa ou desprezo por ter falado ou deixado de falar não me dominam mais. Me sinto mais leve e mais segura independente das aprovações (sociais). Agradeço todo profissionalismo e carinho da Mônica Menequelli. E quanto mais mudança você deseja ter, mais livre se tornará.

24/08/2016
Camila

Fazia terapia com uma psicóloga e após várias sessões ela identificou em mim traumas e muito medo.Ela me aconselhou a buscar o EMDR para continuar meu tratamento.Estou a 1 ano fazendo essa terapia e tenho melhorado gradativamente.Nao. Podia ouvir falar em doença hospital morte e tudo isso gerou em mim síndrome do pânico um terror uma aflição sem fim já estou indo no consultório a cada 15 dias espero completar meu tratamento logo hj estou muito mais calma sem crises de pânico.Obrigada Dra.Mônica Menequelli

24/08/2016
Zelina

Campo requerido

Qual é o seu nome completo?

O que você acha ou achou de nossa terapia?

Você gostaria de incluir uma foto?